terça-feira, 17 de abril de 2012



























Depois de ver esta imagem lembrei-me que ainda não tinha manifestado a minha opinião sobre o Titanic 3D. Para os interessados: nada iguala o filme na versão "normal" e muito menos na altura em que foi visto. Voltar a ver o Titanic com esta idade não vai provocar as mesmas reacções e emoções que tive quando o vi pela primeira vez com 8 anos. É tudo um negócio para que as pessoas gastem dinheiro num filme em 3D sem sentido. Tenho dito.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Depois de gritos, uma chapada no braço e metade da refeição uma família em silêncio, acho que alguém vai receber O tratamento de silêncio até a memória apagar as marcas que a noite de hoje me provocou.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Carta de condução #7

Isto de não ter um horário fixo na faculdade e de o instrutor não dar aulas às quintas e sextas à tarde e sábados começa a complicar as minhas aulas de condução. Eu bem que queria conseguir dar mais do que uma por semana mas quase que nem tem dado. Nesta semana vou aproveitar para ter três aulas mas daqui para a frente recomeço com uma por semana.

À terceira aula deixei o carro ir abaixo pela primeira vez xD Bem, algum dia teria que acontecer, não é? =P Mas tudo porque estava a fazer ponto de embraiagem numa subida e ao arrancar tirei o pé demasiado depressa do pedal da embraiagem! Para a próxima já não volta a acontecer :)

Hoje foi a quinta aula e as coisas começam a correr melhor. Já percebo mais ou menos quando tenho que meter cada mudança, as curvas já não as faço tanto em cima do passeio e parar em sinais de STOP tambem já faço mais próximo do cruzamento/entroncamento.

A única coisa que ainda não passou é a dor de pernas com que fico no final de cada aula de condução! ahaha

quarta-feira, 4 de abril de 2012

E com isto fiquei lavada em lágrimas

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!

Vinícius de Moraes

quinta-feira, 22 de março de 2012

Carta de condução #6

Telefonaram da escola de condução a dizer que tinha que marcar aulas de condução porque sendo um ensino sincronizado e já tendo 18 aulas de código tinha que começar o quanto antes.
E assim o fiz. Marquei duas aulas para esta semana mas a verdade é que agora não tenho tempo para marcar as próximas. Ou seja, aquilo que já fui aprendendo nestas duas aulas vou esquecer até voltar a pegar no carro! Enfim...

Em relação às aulas de condução... O M G! A sério nunca pensei que fosse assim. Ahaha É uma sensação muito estranha mas boa.

Na primeira aula o instrutor levou os pedais a maior parte do tempo e só me deixou meter o pé no acelerador quando chegámos à via rápida. Depois quando voltámos a entrar na cidade limitei-me a mexer o volante, fazer piscas e meter as mudanças que ele dizia. Já no fim da aula fomos para uma zona não muito movimentada para começar a dar uso à embraiagem.

Na segunda aula levei sempre eu os pedais, o volante, os piscas, as mudanças... enfim, tudo! Ainda fico um bocado atrofiada nas situações em que tenho que carregar na embraiagem. Tenho tendência a travar com o travão e não com a embraiagem e ao que parece faço as curvas muito em cima do passeio. Tenho que me chegar mais à frente. Quando foi para estacionar não me parece que tenha tido grandes dificuldades.

Mas para quem só teve duas aulas e ainda não ter atropelado ninguém :P nem deixado o carro ir abaixo já é bom sinal, não?

Que venham as próximas aulas (não sei quando, mas que venham :P)

domingo, 18 de março de 2012

sábado, 17 de março de 2012

Começo seriamente a achar que o problema está em mim e que vou ser a tia solteirona de buço que mora com o gato.

domingo, 11 de março de 2012

A vida é constantemente um desafio. Todos os dias há obstáculos que nos metem à prova e temos que saber dar o melhor de nós. Hoje ultrapassei um...pequeno ou grande depende da prespectiva. Foi interessante ver que afinal não me acontece nada de mal por arriscar. Que arriscar faz parte da vida e é com isso que conseguimos crescer, mais felizes de preferência. Hoje estou feliz comigo mesma!

domingo, 4 de março de 2012

- If I'd ever met a girl like you, Jenna, my whole life could have been different. You don't even know what you are deep inside. You're not just some little waitress. You understand what I'm saying?
- Not at all, no.
- I'm saying, my whole life I spent lost. If a sign said "go this way," I'd go the other way. Time after time after time. I turned the wrong corner, made the wrong choice, went the wrong way, like a chicken without a head. You understand?
- You are a chicken without a head?
- Pie lady, listen to me. This life will kill you. I'm saying... make the right choice. Start fresh. It's never too late. Start fresh.
- I ain't got no money, Joe.
- Who the hell does anymore?
- And I'm about to have my baby.
- I know you are, Jenna. I know you are. I was just dreaming a little for you, 'cause... all my dreams are gone.